domingo, 16 de outubro de 2011

PLANO DE AULA- HISTÓRIA EM QUADRINHO

Área do conhecimento: Linguagem, Códigos e suas Tecnologias.
Professora: Lucineide Pereira dos Santos

Tema Central: Linguagem, Comunicação e Interação
Objetivos:
• Compreender o que é história em quadrinhos, e perceber suas características;
• Criar uma HQ com linguagem verbal e visual.
• Criar personagens a partir das fábulas, acrescentando detalhes.
• Utilizar os recursos de expressão relativos à estrutura da HQ na criação do texto.
• Ampliar os saberes que os alunos já possuem sobre a temática;
• Conceituar e identificar frase;
• Reconhecer dentro do texto: frase-oração e período;
• Estabelecer a diferença entre frase, a partir da HQ;
• Produção textual;
• Estimular a criatividade e a capacidade de produzir e de apresentar um trabalho de sua autoria;

Conteúdos:

• Leitura
• Oralidade;
• Escrita;
• Origem da HQ;
• Conceito de frase.


Metodologia:

A oficina realizar-se-á em 4 horas, através de algumas ações:
• Apresentar aos alunos o que são Histórias em Quadrinhos, conceituando a partir de texto informativo;
• Apresentação de algumas histórias em quadrinhos (no intuito de perceberem a posição dos personagens, bem como das falas);
• Apresentação de texto – roteiro (para orientação quanto à estrutura das HQs);
• Apresentação de algumas fábulas (para leitura e criação das HQs);
• Solicitar que os discentes iniciem a criação das HQs;
• Pedir que os alunos citem algumas frases utilizadas em suas criações;
• Conceituar frase: a partir das frases ditas pelos alunos;
• Diferenciar frases, quanto aos sinais de pontuação;
• Criação de um texto, no qual, terão de utilizar os quatro principais tipos de frases.

Etapas previstas:
I Momento (60 minutos
• Distribuir o texto informativo “História em quadrinho no Brasil.”
• Leitura compartilhada do texto anteriormente citado, esclarecendo possíveis questionamentos.
• Apresentação de algumas histórias em quadrinhos (no intuito de perceberem a posição dos personagens, bem como das falas);


II Momento (60 minutos)
• Apresentação de texto – roteiro (para orientação quanto à estrutura das HQs);
• Apresentação de algumas fábulas (explicando a finalidade destas);
• Leitura silenciosa da fábula de acordo com a escolha que cada um fez.
Intervalo (20 minutos)
III Momento (40 minutos)
• Solicitar que os discentes comecem a utilizar sua criatividade, realizando a efetivação das HQs.

IV Momento (60 minutos)

• Conceito de frases, diferenciação das mesmas, quanto a sua pontuação;
• Produção textual tendo a presença dos diferentes tipos básicos de frases.

• Avaliação:
A avaliação acontecerá a partir de vários aspectos observados no educando, tais como:
• Participação individual;
• Construção da HQs;
• Motivação;
• Desenvolvimento da atividade extraclasse.
Recursos:
• Xerox do texto informativo sobre HQs;
• Xerox de histórias em quadrinhos;
• Xerox de fábulas;
• Oficio
• Lápis hidrocor;
• Lápis de cor;
• Réguas.
Atividade extraclasse
Compreensão e interpretação de texto.
Referências:
CEREJA, William Roberto. MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: linguagens, 6º ano. 5ª ed.reform. São Paulo: Atual, 2009.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_em_quadrinhos_no_Brasil
http://www.divertudo.com.br/quadrinhos/quadrinhos-txt.html
http://ocsan.net/gramatica/gramatica.htm


História em quadrinhos no Brasil
As histórias em quadrinhos começaram no Brasil no século XIX, adotando um estilo satírico conhecido como cartuns, charges ou caricaturas e que depois se estabeleceria com as populares tiras. A publicação de revistas próprias de histórias em quadrinhos no Brasil começou no início do século XX. Mas, apesar do país contar com grandes artistas durante a história, a influência estrangeira sempre foi muito grande nessa área, com o mercado editorial dominado pelas publicações de quadrinhos americanos, europeus e japoneses. Atualmente, o estilo comics dos super-heróis americanos é o predominante, mas vem perdendo espaço para uma expansão muito rápida dos quadrinhos japoneses (conhecidos como Mangá). Artistas brasileiros têm trabalhado com ambos os estilos. No caso dos comics alguns já conquistaram fama internacional (como Roger Cruz que desenhou X-Men e Mike Deodato que desenhou Thor, Mulher Maravilha e outros).

Área do conhecimento: Linguagem, Códigos e suas Tecnologias.
Professora: Lucineide Pereira dos Santos
Aluno (a):_________________________________________
Unidade escolar:____________________________________
Atividade Não presencial
A linguagem dos quadrinhos


1. Observe no primeiro quadrinho.
a) O que representa o desenho que aparece no balão de fala da personagem? O que ele indica no quadrinho?___________________________________________________
____________________________________________________________________
b) Pelo comportamento do menino, o que podemos deduzir: ele domina do skate ou ainda está aprendendo a praticar esse esporte? Justifique sua resposta.
____________________________________________________________________________________________________________________________________________
2. No segundo quadrinho o menino vê um vaso com um cacto e grita “AH”.
a) Essa palavra é uma interjeição ou uma onomatopéia?
_____________________________________________________________________
b) De acordo com o contexto o que ela exprime?
_____________________________________________________________________
3. No terceiro quadrinho, aparecem as seguintes palavras: POU! , CRÁS!e BLOFT!
a) O que cada uma delas exprime?________________________________________
____________________________________________________________________
b) Qual é o nome desse tipo de palavra?____________________________________
4. No ultimo quadrinho:
a) O balão contém a fala ou o pensamento da personagem?______________________
b) Que relação há entre a acupuntura e o que aconteceu a personagem?
____________________________________________________________________
____________________________________________________________________
Os balões é um elemento característico dos quadrinhos. Ele contém texto ou imagem, sinais de pontuação ou símbolos e muda de formato dependendo do que deseja expressar:

Fala Transmissão

Grito Uníssono
Pensamento Cochicho

Nenhum comentário:

Postar um comentário